Chris Brown oferece ajuda a uma instituição contra a violência conjugal

Depois do evento "GQ's Gentlemen's Ball" na quarta feira, em Nova Iorque, o nosso ídolo encontrou-se com o fundador de &qu...

Depois do evento "GQ's Gentlemen's Ball" na quarta feira, em Nova Iorque, o nosso ídolo encontrou-se com o fundador de "MAN UP" (instituição de ajuda contra a violência conjugal) e questionou-lhe se podia ajudar a mesma.

O fundador, Jimmie Brings, não poderia recusar e entrou em conversa com a nossa estrela que no final não se recusou a falar do nosso ídolo "Achei ele muito humilde, sincero, honesto e decidido em ajudar a nossa instituição. Chris é um jovem que cometeu um erro. Algumas pessoas vão pensar que ele já pagou pelo seu erro, outras não; mas é uma viagem. Devemos apoiá-lo. Eu mesmo disse-lhe: mantém a cabeça erguida."

Nota:

Relembramos que não é a primeira vez que Chris ajuda várias instituições. Torna-se até frequente e de sua própria vontade. Quem assiste ao seu percurso consegue ver claramente que está um homem diferente, um homem que errou, sofreu e aprendeu. Hoje é um exemplo.
Se por um lado, todos nós soubemos que ele errou, por outro, quem o julgou em "praça pública" não ficou atrás. Errou tanto como ele, mas a diferença, é que muitos que lhe atiraram pedras... não aprenderam e deixam de ser consideradas pessoas.

Não gostamos de falar de Rihanna por vários motivos. Porque mais que ela... temos respeito. Queremos só relembrar, que a mesma também errou e por vários factos que poderíamos aqui referir... não aprendeu, ou não aprendeu o suficiente. É de louvar o respeito do Chris por ela e por todas as outras mulheres, todas as outras pessoas. De Rihanna, queremos relembrar o constante bombardeamento (sempre que pousa e dá uma entrevista para os media) em relembrar ao público os acontecimentos passados ocorridos na vida pessoal dos dois à quase dois anos, e isto é feito precisamente e sempre que Chris Brown volta a ser elogiado a nível profissional e pessoal. Para além disso, não bastava termos uma faixa no álbum dela que se referia a violência conjugal ("Love The Way You Lie") como ainda, ela tencionou falar mais do mesmo com as músicas "Love The Way You Lie part. 2" e "Fading".

Nunca nos pronunciamos sobre ela, sempre a respeitamos e sempre respeitamos quem é (também) fã dela. Continuaremos a respeitar. Apenas referimos aqui o comportamento de um, com o comportamento do outro. A atitude honesta e de uma pessoa exemplar, como a atitude de uma manipuladora.

É apenas e só isso que fica aqui manifestado. Nada mais temos ou queremos referir sobre este assunto. Foi apenas uma "luz" para que se torne tudo tão claro. Foi também, a primeira vez que nos pronunciamos sobre ela. A partir daí, que cada um tome as suas próprias conclusões e opiniões.

Aproveitamos o post, para publicar algo a não esquecer. Vejam:

Vê mais

8 comentários

Flickr Images